Você está visualizando atualmente Janeiro Branco: como a saúde mental pode impactar na saúde bucal

Janeiro Branco: como a saúde mental pode impactar na saúde bucal

 

Janeiro Branco: como a saúde mental pode impactar na saúde bucal

Aretuza Lattanzi 18 de fevereiro 2024

Você sabia que a saúde mental e a saúde bucal caminham juntas na promoção e manutenção da saúde integral?

Casos de depressão e ansiedade explodiram em todo o mundo após a pandemia. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mais de 350 milhões de pessoas, considerando todas as idades, sofrem com essas condições. E o Brasil assume o ranking da ansiedade com 18,6 milhões de pessoas acometidas pelo transtorno. Pensa nas consequências na saúde bucal?

Os diversos efeitos do estado psicoemocional na saúde bucal levaram ao aumento do índice de bruxismo, dos sintomas de DTM, da dor orofacial, além do agravo dos casos preexistentes. Com base em minha clínica diária, a cada 20 pacientes atendidos, 17 sofrem de distúrbios mentais com impactos na saúde bucal.

A depressão leva o indivíduo a perder o interesse em se cuidar, não somente em sua rotina diária como na busca de monitoramento pelo cirurgião-dentista de forma preventiva, o que torna propício o aumento do índice de cáries e doenças periodontais.

Por outro lado, a ansiedade e o estresse são os maiores gatilhos causadores de desgastes, fraturas e dores intensas.

Vale destacar que a depressão, a ansiedade e o estresse levam ao aumento do consumo de doces, pois causam uma falsa sensação de “bem-estar”, e que também contribuem para o aumento das desordens na saúde bucal.

É muito importante o olhar do profissional de forma mais humana, holística e integrativa para que o paciente não seja diagnosticado e tratado de forma equivocada, cartesiana e/ou superficial. Ou seja, para que o problema, de fato, seja resolvido em sua origem, trabalhando assim, também a prevenção e melhoria do bem-estar e qualidade de vida.

Cabe ressaltar também que levar em consideração além dos aspectos objetivos que o paciente apresenta, mas também os subjetivos nos proporciona um diagnóstico mais amplo diante de cada sinal e sintoma bucal manifestado.

Um profissional qualificado e com uma visão holística sobre o indivíduo pode recomendar as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (as famosas PICS), já inseridas até no Sistema Único de Saúde, evitando assim, o consumo de medicamentos de forma banalizada que só mascaram o problema e que causam outras consequências na saúde bucal, como a xerostomia (diminuição da produção de saliva).

A saúde bucal é extremamente importante para a saúde integral do organismo humano, portanto a Odontologia é uma profissão imprescindível nas equipes de saúde das esferas públicas e privadas, com a capacidade de diagnosticar condições sistêmicas com discernimento por meio da avaliação em seu campo clínico, alertar o paciente, sugerir alterações em seu estilo de vida e referenciar eticamente os tratamentos que estão fora da sua área técnica de atuação.

Embora tenhamos que falar sobre autocuidado em saúde mental constantemente, Janeiro Branco é um mês especial de conscientização.

Que tal parar agora para refletir sobre as suas escolhas diárias e estilo de vida?

Um beijo de luz e sorrisos.

Com amor,

Aretuza Lattanzi

 

 

 

 

Aretuza Lattanzi

Aretuza Lattanzi

Seja lembrado e procurado pelo que VOCÊ tem de único: a sua essência

Deixe um comentário

Quer aprender a se destacar em essência?

Contato

Quer aprender a promover saúde com base no autoconhecimento?  

Deixe um comentário